• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Controlo antidoping chega ao surf
Publicado em 08.Mar.2013

O controlo antidoping promete entrar em força no circuito mundial de surf, no qual competem os 34 melhores do mundo, entre eles o português Tiago Pires.

A ASP (Association of Surfing Professionals) prometeu já em 2012 que nessa época iriam ser aplicadas à modalidade as regras da Agência Mundial Antidopagem (AMA), mas o procedimento não passou de um ato esporádico.

Agora, o organismo já veio anunciar que em 2013 serão levados a cabo testes antidoping e o porta voz Dave Prodan até explicou: “O surf está a evoluir. Todos os atletas aprovaram a medida, porque desejam ser mais profissionais, já que o surf é visto como um grupo de rapazes em cima de pranchas na praia, a beber, a dançar, a tomar drogas e a afzer sexo”.

Kelly Salter, que foi onze vezes campeão mundial, também reagiu. “Duvido que a questão da melhoria do desempenho se aplique ao surf que se baseia muito mais na tomada de decisões e habilidades e não tanto em velocidade ou força. Não sei se um surfista tomar uma droga isso o fará vencer”.

Recorde-se que em 2010 o havaiano Andy Irons foi encontrado sem vida e a autópsia revelou cocaína, metadona e metanfetaminas no corpo do surfista.

Em 2005, num controlo em França, o brasileiro Neco Padaratz também acusou substâncias proibidas e acabou suspenso.

Paula Capela Martins

Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios