• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Orientação em BTT: Machado, Atleta do Mês
Publicado em 01.Apr.2013

Davide Machado, uma das estrelas em ascensão da orientação em BTT, foi eleito Atleta do Mês pela Federação Internacional de Orientação. O estudante de Gestão Empresarial, integra o Grupo de Alto Rendimento, um restrito lote de atletas de elite de várias modalidades, subsidiados pelo Estado.

A ligação de Davide Machado, nascido na Póvoa de Lanhoso, à orientação começou a ganhar forma aos 12 anos, por via através do desporto escolar, e na vertente pedestre. O gosto pela modalidade aumentava de prova para prova e um dos seus grandes momentos surgiu em 2004, quando representou Portugal no Campeonato do Mundo de Orientação de Desporto Escolar ISF (Bütgenbach, Bélgica). “Um ponto alto que marcou definitivamente a integração total nesta modalidade até aos dias de hoje”, afirma.

A Orientação em BTT surge na sua vida no final de 2006 e Davide Machado viu nela uma grande oportunidade. A partir daí o entusiasmo por esta disciplina cresceu: “Na verdade, hoje em dia faço muito pouca Pedestre, aliás penso que não farei nenhuma prova este ano.” Mas os motivos têm igualmente a ver com questões de saúde, já que uma lesão no tendão de aquiles fez com que os médicos o aconselhassem a evitar as corridas, sobretudo em Montanha: “Embora sejam conciliáveis, não é muito aconselhável misturar o treino intenso de corrida com o treino intenso de ciclismo, daí que um especialista de BTT deva concentrar a sua atenção sobretudo na bicicleta.”

A distância que mais aprecia é a Longa. “Tem a ver com o facto de ser uma prova com uma componente mais física e que se adequa ao facto de eu ser um atleta sobretudo físico”, refere, confessando gostar de sprint, “principalmente o urbano”, Machado reconhece serem estas “provas mais rápidas, mais técnicas e eu ainda estou a aprender a parte técnica”.

No final de 2010, na sequência do 7º lugar alcançado na final de Distância Longa dos Campeonatos do Mundo de Montalegre, Davide Machado passa a integrar o Grupo de Alto Rendimento, mudando-se para o Centro de Alto Rendimento da Cruz Quebrada, reside. Para o atleta, “a mudança foi muito positiva, permitindo-me ter outras condições, tanto ao nível do treino e da recuperação, como do acompanhamento médico e nutricional, por exemplo.”

A temporada 2013 de Orientação em BTT já começou, as provas vão-se sucedendo, mas o Verão será o ponto alto, quando na Polónia se desenrolarem os Campeonatos da Europa e a Estónia receber os Campeonatos do Mundo. E aí o objetivo é claro: Renovar o estatuto de Alto Rendimento, ou seja, conseguir um lugar entre os oito primeiros classificados em pelo menos uma das oito provas que terá pela frente. Mas quanto mais cedo alcançar esse objetivo, melhor: “Quero fazê-lo já no Campeonato da Europa, retirando essa pressão acrescida sobre o Campeonato do Mundo. O ano passado isso só foi alcançado na última prova do Campeonato do Mundo e quero evitar a todo o custo passar de novo por essa situação.”

E se a ambição de ficar entre os oito primeiros classificados tem um propósito claro, deve reconhecer-se que uma medalha não está fora das cogitações do atleta: “Não é que não queira, aliás quero mesmo muito. Estou a trabalhar para isso, mas sei que, tal como eu, também há muitos atletas que lutam por transformar esse sonho em realidade, que trabalham igualmente no duro para lá chegar; é, portanto, algo que não depende apenas da minha própria vontade.”

A Taça do Mundo a passar este ano por Portugal, Davide Machado não esconde as suas ambições: “Vou guardar todas as minhas forças para aquele que será, para mim, o momento alto da temporada. Quero exceder as expectativas e dar a Portugal e aos portugueses uma grande alegria.” As chaves dum grande resultado podem estar “no tipo de terrenos onde a competição se irá realizar e que eu adoro e na nosso cartografia, algo com o qual estou já familiarizado e gosto muito.” Isto para além, naturalmente, “do fator casa, sempre importante em termos de motivação.”

Momentos relevantes da carreira:

Campeonato do Mundo – Distância Longa 5º (2011 e 2012), Distância Média 11º (2012), Sprint 6º (2011), Estafeta 8º (2012)

Campeonato da Europa – Distância Longa 29º (2011), Distância Média 34º (2011), Sprint 45º (2011), Estafeta 13º (2011).
Posição no Ranking da IOF: 11º

Fonte. Orientovar

Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios