• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Carlos Simões faz o tri
Publicado em 13.Oct.2013

Ao conquistar o  título mundial de sprint,  o  português Carlos Simões foi o grande protagonista dos Campeonatos do Mundo de Veteranos de Orientação em BTT, que chegou ao fim em Santiago do Cacém. À vitória de hoje, Simões junta as duas medalhas de ouro alcançadas nesta competição, conquistando para Portugal um tri inédito.

O Município de Santiago do Cacém recebeu a terceira e última etapa do Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação em BTT, uma prova de Sprint que reuniu um total de 146 atletas, distribuídos por sete escalões. No escalão H40, o português Carlos Simões voltou a agigantar-se ante adversários de reconhecido valor, concluindo os 5,8 km do percurso em 17:39 e oferecendo a Portugal, pelo terceiro dia consecutivo, a medalha de ouro. Um feito inédito a todos os títulos e que espelha bem o valor e a qualidade do atleta português, nascido precisamente em Santiago do Cacém há 41 anos atrás.

Mas Simões não foi o único português a pisar o pódio nesta derradeira etapa do Mundial de Veteranos. Também Susana Pontes soube “quebrar a maldição” dos dois quartos lugares nas etapas anteriores, concluindo na terceira posição e repetindo o lugar alcançado em 2012, em Veszprém,  Hungria, também na final de Spint. Numa prova que teve na dinamarquesa Nina Hoffmann a grande vencedora com o tempo de 17:56, Susana Pontes necessitou de mais 3:27 para concluir o seu percurso de cinco quilómetros. Nos restantes escalões, a australiana Carolyn Jackson fez, tal como Carlos Simões, o pleno de títulos no escalão W50, o mesmo sucedendo com a suiça Monika Bonafini em W60 e com os finlandeses Heikki Saarinen (M60) e Pertti Nyberg (M70). Em M50, o vencedor foi o francês Jean-Charles Lalevée.

Também a Taça do Mundo de Orientação em BTT chegou ao fim com a realização da prova de Estafeta Mista e na qual a República Checa foi a grande vencedora, à frente da Rússia. Grandes dominadores da temporada, os finlandeses acabaram por ter de se contentar com a terceira posição. Composta por Rita Gomes, João Ferreira e Davide Machado, a equipa portuguesa melhor classificada quedou-se pela 16ª posição, a distantes 43:16 da turma vencedora.

Fotos e Fonte: Joaquim Margarido

Post: Paula Capela Martins

Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios