• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
EYOC 2013: Suíça entra mais forte
Publicado em 26.Oct.2013

Ao conquistar duas medalhas de ouro, a Suiça foi a figura principal do
primeiro dia de provas do Campeonato da Europa de Jovens de Orientação
Pedestre EYOC 2013, que hoje teve o seu início em Óbidos. Entre os
portugueses, Beatriz Moreira, na 9ª posição no escalão W16, foi a
nossa melhor atleta.
Óbidos foi o palco escolhido para o “pontapé de saída” do Campeonato
da Europa de Jovens de Orientação Pedestre EYOC 2013. Numa vila que
faz do chocolate um dos seus ex-libris, a prova foi tudo menos “doce”
para os 361 atletas participantes, distribuídos por quatro escalões de
competição. Feitos de ruas e ruelas, escadas e recantos, com muito
desnível à mistura, os percursos constituíram um autêntico
quebra-cabeças para os participantes, a exigir um enfoque constante no
mapa.
Nos escalões M16 e W16, o finlandês Olli Ojahano e a suiça Simona
Aebersold foram os grandes vencedores, impondo-se à concorrência de
forma inequívoca. Ojahano – que deixou o suiço Florian Attinger a
“distantes” 34 segundos – confessaria no final esperar este resultado:
“Sei que me encontro em boa forma e que, fazendo uma prova à medida
das minhas capacidades, conseguiria vencer”. Quanto à atleta suiça, a
medalha de ouro apanhou-a completamente de surpresa: “Não estava
realmente à espera, sobretudo depois de ter cometido um erro que me
custou bastante tempo.” Naturalmente radiante com a sua primeira
vitória na cena internacional, Simona admite não ter grandes
expectativas quanto aos próximos dois dias de provas: “O que tinha a
fazer está feito e sinto-me muito feliz com esta vitória”.
Suiça conquista segunda medalha de ouro
Quanto ao escalão W18, a sueca Sara Hagstrom soube estar ao seu melhor
nível e bateu a finlandesa Anna Haataja pla margem de 18 segundos. Uma
vitória que corresponde em absoluto aos objetivos da atleta: “À muito
tempo que me vinha preparando para este momento e é muito bom perceber
que o trabalho acaba por dar resultado.” Mas foi no escalão M18 que se
assistiu ao despique mais intenso, com os dois primeiros classificados
a terminarem separados por um escasso segundo. Tobia Pezatti ofereceu
à Suiça a sua segunda medalha de ouro do dia, relegando o polaco
Krzysztof Rzenca para a segunda posição. Pezatti que, no final, se
mostrava igualmente muito satisfeito por esta vitória: “Cometi alguns
pequenos erros e não estava à espera de vencer”, começou por adiantar
o suiço, revelando ter tido particular preocupação em “não andar
depressa demais e manter-me focado no mapa”.

Quanto aos portugueses, Beatriz Moreira foi a nossa melhor
representante, concluindo na 9ª posição no escalão W16. Resultado
igualmente de enorme valia, o de Ricardo Esteves, 15º classificado no
escalão M16.

Resultados

M16
1º Olli Ojanaho (Finlândia) 11:05
2º Florian Attinger (Suiça) 11:39
3º Aleksandr Pavlenko (Russia) 11:42
4º Mate Dalos (Hungria) 11:44
5º Pascal Buchs (Suiça) 11:57
6º Pierre Martinez (França) 12:00

W16
1º Simona Aebersold (Suiça) 12:27
2º Dorothea Muller (Alemanha) 12:44
3º Sonja Borner (Suiça) 12:46
4º Veera Klemettinen (Finlândia) 12:55
5º Anna Dvorinskaia (Russia) 13:05
6º Sofie Bachmann (Suiça) 13:09

M18
1º Tobia Pezzati (Suiça) 12:57
2º Krzysztof Rzenca (Polónia) 12:58
3º Riccardo Scalet (Itália) 13:16
4º Erik Berzell (Suécia) 13:21
5º Aleksi Niemi (Finlândia) 13:22
5º Algirdas Bartkevicius (Lituânia) 13:22

W18
1º Sara Hagstrom (Suécia) 13:24
2º Anna Haataja (Finlândia) 13:42
3º Weronika Cych (Polónia) 13:43
4º Heidi Martensson (Noruega) 13:53
5º Lisa Schubnell (Suiça) 14:15
6º Lenka Svobodová (República Checa) 14:20
6º Sandrine Muller (Suiça) 14:20

Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios