• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Vestir a camisola pelo Norte Alentejano O’ Meeting
Publicado em 13.Jan.2014
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Em vésperas da oitava edição do Norte Alentejano O’ Meeting (NAOM) – último fim de semana de janeiro – o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos fez o lançamento da prova, traçando os objetivos e os desafios. A entrevista ao diretor de prova, Fernando Costa pode ser vista em www.gd4caminhos.com, mas o blogue Aventura levanta um pouco do véu.

Ao longo das sete edições passadas, o NAOM cresceu e consolidou-se. Recebeu os Campeonatos Nacionais de Sprint e de Distância Média em 2008 e em 2012, incluiu quatro etapas pontuáveis para o Ranking Mundiais, integrou em 2011 o Portugal O’ Meeting – prestigiada prova mundial do Calendário regular de Inverno -, foi palco assíduo da presença de todos os melhores atletas mundiais sem exceção e, “last but not least”, tem contribuído de forma consistente para a promoção e afirmação do nosso País, e em particular do Norte Alentejo, como destino turístico e desportivo por excelência nesta altura do ano. Embora, janeiro signifiquemau tempo, a organização tenta dar a volta. “Como no Alto Alentejo os melhores terrenos são junto das ribeiras, estamos sempre dependentes das condições climatéricas do Inverno e este ano também não foge à regra. Devido à subida do nível das águas na albufeira da Barragem de Póvoa e Meadas, vimo-nos obrigados a alterar o planeamento inicial. Mas mesmo assim a qualidade do evento está assegurada”, garante Fernando Costa, falando ainda do terreno da prova que contou com dificuldades na relação com os proprietários:  ““Por vezes as coisas não correm como desejamos, sendo uma questão que tem que ser trabalhada com muito tempo e com o maior cuidado, se queremos continuar a organizar eventos. Mas o terreno desta oitava edição tem excelente qualidade, com características que o diferenciam em relação a outras edições devido a uma menor visibilidade e facilidade de progressão, aliadas a um terreno muito detalhado ao nível do relevo”.

O sucesso da implementação de alterações ao plano inicialmente previsto, passa muito pelos apoios, “nos quais os Municípios assumem um papel fundamental”, afirma o responsável, fazendo questão de realçar “o empenho da Câmara Municipal Castelo de Vide em colaborar com a organização, por forma a resolver todas as nossas solicitações e atuando em parceria ao mais alto nível”.

Um dos aspetos positivo é a presença do líder do ranking mundial, Thierry Gueorgiou, mas não só. Os irmãos Hubmann, Leonid Novikov, Philippe Adamski, o vencedor da primeira edição do NAOM, o romeno Ionut Zinca, as duas primeiras classificadas no ano passado, Amélie Chataing e Anastasija Tikhonova e muitos outros, merecem de Fernando Costa uma palavra de satisfação: “É sempre importante a presença de atletas conceituados no evento e para o clube é uma forma de motivação para fazer o melhor possível.”

Detalhando o Programa do NAOM 2014, percebe-se que Castelo de Vide terá na prova de Sprint um dos seus pontos altos, uma vez que se trata duma etapa pontuável para o ranking mundial. “Em outubro a Federação Internacional criou um novo ranking, exclusivamente de Sprint, abrindo a possibilidade de concorrermos”, explica Fernando Costa. A candidatura foi aprovada no dia 13 de dezembro, atraindo uma importante parte das atenções para aquela que era “inicialmente só uma prova extra”. Mas o restante programa é igualmente aliciante: “O Model Event, bem como as duas provas de Distância Média junto à Barragem da Póvoa e Meadas darão a conhecer um local paradisíaco, um local que quem não conhece vai voltar mais tarde para desfrutar da beleza natural ou para gozar uns dias de Férias”, garante Costa. Em suma, um grande NAOM num ambiente natural único, “um NAOM na linha daquilo a que já se habituaram aqueles que nos visitam”, diz.

NAOM que, para quem não conhece, “é um projecto Intermunicipal, um evento criado a pensar numa região com enormes potencialidades para sobreviver à custa do Turismo da Natureza”.

A equipa organizadora, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, é a primeira a dar o exemplo: “Apesar de virmos de Matosinhos, vestimos a camisola e damos o nosso melhor por este evento”, conclui.

Fonte e Foto: GD4Caminhos

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios