• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Elite ruma a Portugal
Publicado em 20.Jan.2014
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

O Norte Alentejano O’ Meeting (NAOM) prepara-se para comemorar este ano a sua oitava edição (25 e 26 de janeiro, 2014) e, pela segunda vez na história, do evento será em Castelo de Vide com a participação de alguns dos melhores orientistas do mundo.

Terrenos de enorme qualidade, percursos desafiantes, momentos espetaculares e uma organização disponível e atenta ao detalhe, explicam o grande sucesso do NAOM junto da comunidade orientista.

Organizado pelo Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, o NAOM 2014 será disputado com as duas etapas de floresta, de distância média, a terem lugar na Barragem de Póvoa e Meadas, enquanto o centro da cidade de Castelo de Vide acolherá a prova de Sprint WRE, pontuável para o ranking mundial.

Primeiro dos três campos de treino projetados este ano para Portugal por Thierry Gueorgiou, o NAOM atrai as atenções do francês por várias razões: “As organizações portuguesas, em geral, têm uma grande reputação hoje em dia e eu espero um evento de classe mundial, em termos de terrenos e de percursos”, diz. O principal objetivo será “obter um bom feedback para ver como estão a funcionar a minha técnica e a velocidade de corrida”, refere o líder do ranking mundial, concluindo : “A focalização é mais no próprio desempenho e menos no resultado final”.

Outra forte presença em Castelo de Vide será a de Daniel Hubmann. Segundo classificado do ranking mundial, Daniel considera que “é sempre bom começar a competir novamente e espero que as provas sejam desafiantes”. Trabalhar “ao nível das competências na distância média” parece ser o objetivo do suíço, concluindo que “o NAOM será um bom teste para terminar este primeiro campo de treino.”

Em femininos, Anastasia Tikhonova é das atletas mais bem colocadas para alcançar a vitória final. A russa foi uma das estrelas da última edição, terminando na segunda posição, e regressa de novo a Portugal: “Gostei muito desta competição e este ano teremos um Sprint WRE o que é muito atrativo.” Nesta primeira competição internacional da temporada, Anastasia vai procurar “perceber como está a minha preparação e quais os aspectos que precisam de ser mais trabalhados”. E conclui , esperando “uma boa organização, percursos interessantes e boa disposição”.

Finalmente, Emily Kemp, presença habitual em Portugal neste altura do ano: “Estou super animada por correr o NAOM mas não tenho objetivos específicos uma vez que estou a regressar de uma lesão muito prolongada”, refere a jovem canadiana. E conclui: “Sinto-me muito feliz por regressar aos treinos e à competição em terrenos novos em Portugal e, espero, que com um pouco de sol”.

Fonte e Foto: Joaquim Margarido

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios