• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Europeus de orientação animam 2014
Publicado em 24.Mar.2014
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Ainda se fazem ouvir com intensidade os ecos das provas de inverno pontuáveis para o ranking mundial e que chamaram milhares de atletas ao nosso país e já outro grande evento se prefigura no horizonte próximo, para gáudio dos amantes do desporto da floresta. Mas não se pense que este é apenas mais um. Os Campeonatos da Europa de Orientação Pedestre e os Campeonatos da Europa de Orientação de Precisão são, no seu conjunto, o mais importante evento de Orientação levado a cabo em Portugal até aos dias de hoje.
Os municípios de Palmela e Sesimbra, verdadeiras jóias da Costa Azul, atraem entre os dias 9 e 16 de Abril a fina flor da Orientação mundial. Em causa irá estar a 10ª edição dos Campeonatos Europeus de Orientação Pedestre, com três etapas pontuáveis para a Taça do Mundo 2014 (EOC), e a 4ª edição dos Campeonatos Europeus de Orientação de Precisão (ETOC). Sete dias de competição ao mais alto nível e que permitirão atribuir os títulos de Orientação Pedestre, masculinos e femininos, nas vertentes de Sprint, Distância Média, Distância Longa e Estafetas e ainda os títulos de Orientação de Precisão nas vertentes de PreO (Classe Aberta e Paralímpica) e de TempO, neste último caso em estreia absoluta.

O número de inscritos no EOC 2014 até ao momento é de 311 atletas – 178 no sector masculino e 133 no sector feminino -, em representação de 29 países. Já quanto ao ETOC 2014 esse número é algo inferior, num total de 127 atletas de 19 países, 82 na Classe Aberta e 45 na Classe Paralímpica. Paralelamente, decorrerá o EOC Tour, com provas abertas a todos os escalões entre os 10 e os 90 anos e que permitirá ultrapassar a fasquia do milhar de participantes no conjunto do grande evento.

Entre os participantes nestes Europeus, destaque para a presença do norueguês Olav Lundanes, que aqui defende os títulos de Distância Média e de Distância Longa e dos suecos Jonas Leandersson, Ola Jansson e Marit Wiksell, o primeiro a defender o título de Sprint e os dois restantes detentores dos títulos de PreO, respetivamente nas Classes Paralímpica e Aberta. Ao seu lado, destaque igualmente para o francês Thierry Gueorgiou, os suiços Daniel Hubamnn e Matthias Kyburz, a sueca Tove Alexandersson, os finlandeses Marten Boström e Minna Kauppi ou o russo Leonid Novikov, na disciplina Pedestre e ainda o finlandês Jari Turto ou a checa Jana Kostova, campeões do mundo de PreO em título. A grande ausência dá pelo nome de Simone Niggli, que se retirou da alta competição em Outubro de 2013, abdicando de defender em Portugal os seus títulos Europeus de Sprint, Distância Média e Distância Longa (!).
Uma mão cheia de esperança

Com uma representação composta por vinte e quatro atletas, catorze na competição Pedestre e dez na Precisão, Portugal parte para os Europeus com fundadas esperanças na bagagem. E se em relação à Precisão a ideia passará por recolher o máximo de experiência e ensinamentos que uma competição deste género sempre proporciona, consolidando assim as bases duma disciplina que dá em Portugal os primeiros passos, já no campo da Orientação Pedestre, Portugal procurará confirmar em Palmela e Sesimbra a excelente presença do ano transato em Vuokatti (Finlândia), a mais valiosa de sempre em Campeonatos do Mundo.

Para Ricardo Chumbinho, Diretor do EOC/ETOC 2014, os trabalhos “estão a decorrer por forma a que se consiga alcançar um excelente resultado que se caracterize por um marcado equilíbrio entre o ótimo e o possível, não perdendo de vista que a nossa principal responsabilidade é a de garantir que os títulos de campeão europeu são atribuídos de forma justa e em situação de igualdade de oportunidades para todos os atletas”. Lembrando que “este evento representará um importante fator de dinamização da economia local”, aquele responsável faz questão de deixar uma mensagem: “Que todos apoiem este evento que é de todos e, naturalmente, para todos, pois os proveitos de natureza diversa que daqui possam resultar serão capitalizados na própria modalidade e, por essa via, retornarão a cada um de nós.”

Fonte e foto: Joaquim Margarido

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios