• Facebook
  • Google Plus
  • Apple
  • Android
  • Mobile
  • RSS
Portugal City Race estreia a 28 de março em Braga
Publicado em 03.Mar.2015
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Braga, Vila do Conde, Barcelos, Penafiel, Viseu e Porto. Unidas sob a bandeira da orientação, seis cidades do norte e centro do país avançam já no próximo dia 28 de março com a primeira edição do Portugal City Race. Seis etapas, seis oportunidades para conviver com a orientação, numa campanha de promoção da modalidade com tudo para agradar a todos.
Com origem na cidade de Londres, o City Race Euro Tour nasceu no ano passado, antevendo-se um enorme potencial de uma iniciativa que associa à promoção da modalidade e à chamada “orientação de proximidade” uma forte componente de turismo desportivo. Assim nasce o Portugal City Race, conjunto de seis eventos em seis cidades diferentes, trazendo consigo a beleza e o desafio da orientação.

O pontapé de saída será dado em Braga, no dia 28 de março, com o Braga City Race, organizado pelo Clube de Orientação do Minho. Segue-se, no dia 18 de abril, o Vila do Conde City Race, organizado pelo Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos. O mesmo clube organizará a etapa de encerramento do circuito, a 27 de setembro, com o Porto City Race. Pelo meio, destaque ainda para o Barcelos City Race, no dia 17 de maio, organizado pelos Amigos da Montanha, para o Penafiel City Race, no dia 12 de julho, com a assinatura organizativa da Associação Desportiva de Cabroelo e para o Viseu City Race, uma organização do Clube de Orientação de Viseu – Natura, a ter lugar no dia 06 de Setembro. À exceção da primeira etapa, em Braga, todas as restantes pontuam para o CiNU – Circuito Nacional Urbano 2015, da Federação Portuguesa de Orientação.

Grande promotor do conceito “City Race”, Fernando Costa considera ser esta “uma iniciativa com enorme potencial, como se verifica atualmente à escala Europeia, onde existe um número crescente de cidades a aderirem à iniciativa e a recolherem benefícios das sinergias criadas entre todos”. Os dados estão lançados, mas as expectativas são elevadas: “Lá fora as coisas resultam e estou certo que irão resultar igualmente entre nós”, conclui Fernando Costa.

Envie o seu comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios